Connect with us
               

Manaus, AM,

SAÚDE

Anvisa recomenda restrição de viajantes da África após nova variante

Publicado

em

BRASIL – A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou a proibição, nesta sexta-feira (26/11), da entrada de voos e viajantes procedentes de países como África do Sul, Botsuana, Eswatini, Lesoto, Namíbia e Zimbábue no Brasil, em razão da identificação de uma nova variante da Covid-19, a B.1.1.529.

A descoberta foi anunciada na quinta-feira (25), pelo virologista brasileiro Túlio de Oliveira, em entrevista coletiva on-line supervisionada pelo Ministério da Saúde da África do Sul.

As últimas informações veiculadas indicam que houve a notificação de 77 casos na África do Sul, quatro casos na Botsuana, um em Hong Kong (uma pessoa que voltou de uma viagem à África do Sul) e um em Israel (uma pessoa que voltou do Malaui).

“De acordo com a Lei nº 13.979/2020, compete à Anvisa emitir manifestação técnica fundamentada de assessoramento às decisões interministeriais sobre eventuais restrições para ingresso no território brasileiro”, pontua o governo.

A efetivação das medidas, contudo, depende de portaria interministerial editada pela Casa Civil, pelo Ministério da Saúde, pelo Ministério da Infraestrutura e pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Conforme explica a equipe do instituto de pesquisa de Túlio de Oliveira, o KRISP, a B.1.1.529 é potencialmente muito contagiosa e tem um número “extremamente alto” de mutações. “Podemos ver que [a variante] tem potencial para se espalhar muito rapidamente.”

Ainda não se sabe a eficácia das vacinas contra essa variante. “O que nos preocupa é que esta variante pode não só ter uma capacidade de transmissão aumentada, mas também ser capaz de contornar partes do nosso sistema imunológico”, disse o professor Richard Lessells, pesquisador da Universidade de KwaZulu-Natal, na África do Sul.

Mais Lidas