Connect with us
               

Manaus, AM,

MUNDO

Apoiador de Trump é condenado por ameaças de morte a congressistas

Publicado

em

Brendan Hunt, um dos apoiadores de Donald Trump que apelou à morte de congressistas, foi considerado culpado da acusação de ameaça de agressão ou morte a oficiais públicos norte-americanos, num tribunal de Brooklyn, esta quarta-feira.

Hunt, filho de um juiz nova-iorquino reformado, foi detido pelas autoridades federais, após os ataques de 6 de janeiro ao Capitólio. A leitura da sentença será feita em junho, sendo que incorre numa pena de até 10 anos de prisão, indica o Washington Post.

Recorde-se que o homem apelou à morte da líder dos democratas na Câmara do Congresso, Nancy Pelosi, do líder dos republicanos no Senado, Chuck Schumer, e da democrata Alexandria Ocasio-Cortez, em vídeos publicados nas redes sociais.

Hunt disse em tribunal, na terça-feira, que não disse aquelas declarações com verdadeira intenção de matar e que não sabia que a sua retórica poderia ter consequências legais por causa dos comentários que ouvia, especialmente de celebridades, contra Trump. O homem definiu-se “com uma pessoa de 37 anos muito imatura” e disse que, durante o tempo que passou na prisão, refletiu e arrependeu-se da linguagem que usou.

A justiça norte-americana, porém, entende que Hunt publicou aqueles vídeos, pouco depois da insurreição no Capitólio, onde fazia ameaças de morte e apelava a que se pegasse em armas, com o intuito de encorajar pessoas a voltar ao Capitólio no dia da tomada de posse de Joe Biden.

Numa publicação no seu perfil de Facebook, por exemplo, o acusado elogiou quem violava os protocolos de proteção contra o novo coronavírus e quem praticava violência contra as forças de autoridade. Acrescentava, porém, que as pessoas deviam “ir atrás de alvos mais valiosos”, como Pelosi, Schumer ou Ocasio-Cortez.

Créditos: Notícias ao Minuto

Mais Lidas