Connect with us
               

Manaus, AM,

BRASIL

Após perder 62 patrocinadores, Sikêra Jr. posta possível ameaça nas redes sociais: “Me aguardem”

Publicado

em

Em meio a uma avalanche de denúncias, o apresentador Sikêra Jr. utilizou suas redes sociais neste domingo (18) para deixar um recado misterioso. “Se eu chegar no ponto de me calar e ficar distante, meu limite foi atingido. Me aguardem”, escreveu.

O apresentador do “Alerta Nacional”, da RedeTV!, foi alvo nas redes sociais de uma campanha de desmonetização após falas homofóbicas em seu programa. Encabeçada pelo Sleeping Giants Brasil, a campanha contra Sikêra já o fez perder ao menos 62 patrocínios na televisão e em seu canal no Youtube.

Entre as marcas que deixaram de investir estão a MRV, Tim, Hapvida, Magazine Luiza, Nivea, Ford, Casas Bahia, Samsung, Renault, Kwai, PicPay, Mercedes Benz, Globo e entre outros.

Relembre o caso

No Dia Internacional do Orgulho LGBTQUIA+, em 28 de junho, Sikêra Jr chamou o público que se identifica com a sigla de “raça desgraçada e nojenta”. O episódio ocorreu depois de afirmar, ao vivo e em tom de piada em 18 de junho: “Já pensou ter um filho viado e não poder matar?”

O apresentador agora é alvo do Ministério Público Federal, que protocolou uma ação contra o apresentador por declarações homofóbicas, segundo o site UOL. O senador Fabiano Contarato (Rede-ES) também entrou com um pedido de investigação no MP.

Sikêra Jr. foi criticado por diversas personalidades: Daniela Mercury, Ludmila, Xuxa, com quem trocou farpas ao vivo e acusou de pedofilia devido à participação no filme “Estranho Amor” após a exibição de um vídeo de zoofilia transmitido em seu programa. Sikêra também processa o ex-jogador e apresentador Neto, em ação que pede indenização de RS$ 44 mil e direito de retratação.

Créditos: Istoé

Mais Lidas