Connect with us
               

Manaus, AM,

Coronavírus

Ativistas do Greenpeace fazem protesto em Manaus

Publicado

em

Ativistas do Greenpeace se reuniram em um protesto protesto no Encontro das Águas, em Manaus, nesta sexta-feira (30), após o Brasil atingir a marca de 400 mil vítimas da Covid-19. Para o ato, o grupo escreveu a frase “400 mil vidas” em uma balsa com 18 toneladas de alimentos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), que devem ser doados para comunidades na cidade.

Segundo os ativistas, o protesto cobra por medidas de prevenção e combate ao avanço da Covid-19 por parte do Governo Federal. Segundo eles, se medidas mais severas fossem tomadas pelo governo, a marca de 400 mil mortos no país poderia ser evitada.

“Essa é uma situação muito triste. A pandemia era inevitável, mas se o governo tratasse a pandemia com seriedade e respeito a ciência, muitas das coisas que os brasileiros estão passando hoje poderia ter sido evitada”, afirmou a diretora de programas do Greenpeace Brasil, Tica Minami.

O grupo pediu que medidas sejam aplicadas pelo Governo Federal para evitar o aumento do número de mortes pela Covid-19.

“Esse material vai ser doado para comunidades que estão passando necessidades no entorno de Manaus. Desde o início da pandemia, o governo Bolsonaro vem agindo com irresponsabilidade no combate à pandemia e na proteção dos brasileiros e brasileiras. Infelizmente, vivemos em um país que está abandonado à própria sorte. Não tem vacina, não tem emprego, não tem comida”, afirmou Minami.

Créditos: G1 AM

Mais Lidas