Connect with us
               

Manaus, AM,

POLICIAL

Casal Vitória pode ser preso novamente por terem encomendado a morte do genro do Santa Júlia

Publicado

em

Manaus – O casal de empresários Joabson Agostinho Gomes e Jordana Azevedo Freire, donos do “Vitória Supermercados” acusados de serem os mandantes da morte do sargento da aeronáutica Lucas Ramon Silva Guimarães, em setembro deste ano, pretendiam sair do Brasil. As informações são de uma fonte que atua nos bastidores da política.

De acordo com informações, o casal pretendia sair do Brasil assim que a situação se “acalmasse”, porém na noite da última segunda-feira (22), Silas Ferreira da Silva, pistoleiro contratado supostamente pelo casal foi preso e contou que teria recebido R$65 mil pelo “serviço”.

Joabson Gomes e Jordana Freire foram soltos no último dia 10 de novembro após o ministro Reynaldo Soares da Fonseca, do STJ (Superior Tribunal de Justiça), conceder  habeas corpus ao casal.

O Caso

Lucas Ramon Silva Guimarães foi morto a tiros, no início da noite da quarta-feira (1º de setembro), no momento em que ele fechava um estabelecimento do ramo de cafeteria, que ele era dono, na Zona Sul de Manaus. Ele também era sargento do Exército Brasileiro.

Conforme os policiais, a cafeteria estava sendo fechada, quando um homem chegou ao local, em uma moto. Ele entrou no estabelecimento, atirou contra o proprietário e fugiu no veículo.

A vítima foi socorrida para um hospital particular, localizado ao lado do local do crime. Ele foi atingido por três tiros na cabeça, não resistiu aos ferimentos e morreu. A polícia ainda investiga a motivação para o crime.

 

Mais Lidas