Connect with us
               

Manaus, AM,

MANAUS

Escola Dr. Paulo Pinto Nery realiza caminhada em prol do setembro amarelo e recebe elogios de pais e alunos

Publicado

em

Manaus – Na manhã desta quinta-feira (29), alunos e professores da Escola Municipal Dr. Paulo Pinto Nery, localizada na Rua Acari, bairro Jorge Teixeira, na Zona Leste da capital, realizaram uma caminhada organizada em prol do “setembro amarelo”.

A campanha realizada pela escola que pertence a Divisão Distrital Leste II (DDZ), da Secretaria Municipal de Educação (SEMED), promoveu um ato que contribuiu no âmbito social e socioeducativo para muitas famílias que residem na Zona Leste de Manaus.

Na caminhada, muitos cartazes produzidos pelos próprios estudantes ganharam destaque pelo alerta a doenças que levam ao suicídio como a depressão. O ato ocorreu por volta das 7:30 e levou muitos moradores a acompanhar a caminha dos alunos.

A ação foi coordenada pela pedagoga Jucileide Socorro e por professores da escola e foi muito elogiada por famílias procuradas pela reportagem.

Pra ser sincero eu nunca vi uma manifestação de escola em razão desta causa, do setembro amarelo. Ainda mais por esses alunos que são crianças né? Quando mais cedo eles tiverem conhecimento do que é depressão, melhor para nós, pais. A escola está de parabéns”, disse dona Rosângela – mãe de um dos alunos que participaram da caminhada.

Em entrevista, a pedagoga “Jucy”, como é chamada pelos alunos, disse que o ato foi bem executado graças ao emprenho de todos, em especial aos professores, que juntamente aos alunos abraçaram a causa e foram às ruas mostrar que o “setembro amarelo” precisa ser lembrado e mais campanhas em prol da causa realizadas.

“Precisamos tratar dessas doenças que levam ao suicídio o quanto antes, ainda mais quando se trata das nossas crianças. A falta da assistência e acompanhamento psicológico para algumas crianças precisam ser levadas em consideração e hoje, nossa escola trabalha para que o tema seja trabalhado durante todo ano letivo, para que nossas crianças possam ter uma educação de qualidade e acima de tudo com qualidade e profissionalismo”, disse a pedagoga da Escola.

 

Dados sobre suicídio

O suicídio é um importante problema de saúde pública, com impactos na sociedade como um todo. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde – OMS, todos os anos, mais pessoas morrem como resultado de suicídio do que HIV, malária ou câncer de mama – ou guerras e homicídios.

Entre os jovens de 15 a 29 anos, o suicídio foi a quarta causa e morte depois de acidentes no trânsito, tuberculose e violência interpessoal. Trata-se de um fenômeno complexo, que pode afetar indivíduos de diferentes origens, sexos, culturas, classes sociais e idades.

As taxas variam entre países, regiões e entre homens e mulheres. No Brasil, 12,6% por cada 100 mil homens em comparação com 5,4% por cada 100 mil mulheres, morrem devido ao suicídio. As taxas entre os homens são geralmente mais altas em países de alta renda (16,6% por 100 mil). Para as mulheres, as taxas de suicídio mais altas são encontradas em países de baixa-média renda (7,1% por 100 mil).

Mais Lidas