Connect with us
               

Manaus, AM,

MANAUS

Funcionário evangélico da Rede Amazônica faz publicação homofóbica contra morte do ator Paulo Gustavo

Publicado

em

Na manhã desta quarta-feira (5), um funcionário da “Rede Amazônia”, afiliada da TV Globo no Amazonas, identificado como Renato Belém, publicou em suas redes sociais uma manifestação homofóbica contra morte do ator Paulo Gustavo, vítima de complicação ocasionadas pela Covid-19.

Paulo Gustavo morreu na noite da última terça-feira (5). No post, o cinegrafista diz que o ator “mereceu” morrer por ser homossexual e fez uma citação da bíblia sagrada para justificar sua afirmativa.

“MINHA OPINIÃO E A VERDADE! ELE PASSOU 52 DIAS,PRA CONFESSAR QUE JESEUS VIVE E REINA PARA SEMPRE,E SE ARREPENDER DA SUAS BLASFÊMIA CONTRA DEUS!!! MATEUS 12.31/32. NÓS SOBREVIVE PELO FAVOR DE DEUS”.

A publicação não caiu nada bem para o lado do cinegrafista, já que seus próprios amigos o repreenderam. Paulo Gustavo lutou por quase dois meses contra o coronavírus, agora ele deixa dois filhos e seu marido.

Mais Lidas