Connect with us
               

Manaus, AM,

POLICIAL

Homem confessa que matou filho a facadas ao tentar separar briga com nora

Publicado

em

ESPÍRITO SANTO Um churrasco em família terminou em tragédia no último sábado (20), em Serra, no Espírito Santo. Um homem identificado como Wilson Alves Motim, de 58 anos, matou a facadas o próprio filho Weberson Correa Motim, de 28 anos, na tentativa de impedir que ele agredisse a própria esposa e o enteado.

Com três facadas no peito, Weberson chegou a ser socorrido e levado para o Hospital Estadual Dório Silva, também na Serra, mas não resistiu aos ferimentos.

Foragido, o pai gravou um vídeo explicando o que aconteceu e afirmou que pretende se entregar à polícia. No vídeo, Wilson disse que sua intenção nunca foi matar o filho.

“Nunca seria meu objetivo, tirar a vida do meu próprio filho. Até então tudo que eu fazia era para a melhoria dele, para ajudar ele”, contou.

Ele explica que tudo começou depois que o filho começou a agredir a esposa e o enteado. Segundo ele, sua intenção era proteger a nora.

“Alguém na rua viu que ele estava brigando com a esposa, segundo fiquei sabendo. desceram dois caras do carro e bateram nele. Chegou em casa sangrando, pedi pra ele entrar pra dentro de casa, tomar um banho, dormir e descansar”, disse.

O filho não gostando de ter sido chamo atenção pelo pai, começou a agredi-lo. O foragido, então, afirmou que matou o filho para se defender, pois os dois acabaram entrando em briga corporal.

“Tentei separar a briga, ele me pegou pelo pescoço e tivemos uma luta corporal onde ele deferiu vários socos na minha cabeça. Depois disso, eu saí para pegar meu carro, para evitar mais problema e acabou acontecendo a fúria do inimigo. Ele chegou dando vários socos no vidro da porta do meu carro, eu saí e acabei deferindo facada nele. Tirei a vida do meu próprio filho”, confessou.

O jovem foi atingido por três facadas, uma delas no coração. Ele foi socorrido, mas morreu no hospital. O pai, ainda no vídeo, pediu perdão à família. 

Em nota, a Polícia Civil informou que o caso é investigado pela Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Serra. A PC não confirmou, no entanto se o acusado já foi preso, mas disse que diligências estão em andamento.

“Ainda não há novas informações que possam ser divulgadas. As diligências seguem em andamento na Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Serra”, informou a assessoria de imprensa da PC.

Veja o vídeo:

Mais Lidas