Connect with us
               

Manaus, AM,

ENTRETENIMENTO

Leandro Hassum chama gêmeas Lins de ‘burras’ no programa da Fátima Bernardes

Publicado

em

Leandro Hassum prestou solidariedade à população brasileira que está à espera da vacinação contra a Covid-19, doença causada pelo coronavírus. Ao vivo no Encontro com Fátima Bernardes desta sexta-feira (22), o humorista disse que se ofereceu para ajudar na campanha com o intuito de convencer os fãs a se vacinarem.

“Eu entrei em contato com o pessoal de Niterói, que é a minha terra, me coloquei totalmente à disposição para qualquer tipo de campanha que eles queiram fazer, quero participar disso para dar o exemplo, estimular as pessoas a se vacinarem”, contou.

O comediante ainda tratou com ironia o fato de a vacinação no Amazonas ter sido suspensa na última quinta-feira (21), por conta da investigação do ministério público do Estado sobre suspeitas de irregularidades na aplicação das vacinas.

A apresentadora citou como exemplo de pessoas que estão furando a fila de prioridades, como o caso das gêmeas Gabrielle e Isabelle Lins, de 24 anos. Médicas recém-formadas, elas foram vacinadas um dia após serem nomeadas para trabalharem numa UBS em Manaus. Elas são da família de Nilton da Costa Lins Júnior, dono de hospitais e universidades particulares de Manaus.

As duas postaram as fotos nas redes sociais mostrando o momento em que foram vacinadas. Indignado com a informação, o artista disparou: “Primeiro de tudo acho que essa pessoa é burra, né? Vai filmar e fotografar para verem que ela está fazendo coisa errada. É um absurdo”.

Veja o vídeo:

Ele ainda explicou que pretende orientar seus admiradores sem tomar vacina na frente de outras pessoas. “Se precisarem de mim para divulgar nas redes sociais, se precisarem que eu esteja presente no dia [da vacinação], eu vou, fico lá… Mas você querer passar à frente em um momento como esse. Você não tem consciência de que está passando na frente de uma pessoa que realmente precisa? Todos nós precisamos, mas…”.

Fátima interrompeu o entrevistado para ponderar: “Claro [que todo mundo precisa], mas foi feita uma lista de prioridades por conta das necessidades”.

Bem-humorado, ele tentou suavizar a situação ironizando o momento que o país está enfrentando: “A gente tem visto tanto absurdo, Fátima, todos os dias, que até pensamos: ‘Sobre qual absurdo eu vou falar hoje?’. Deve ser difícil para vocês que fazem programa ter uma prioridade de coisa absurda que vai falar no dia [risos]”. “Todo dia tem alguma, infelizmente”, completou a jornalista.

 

Mais Lidas