Connect with us
               

Manaus, AM,

POLICIAL

Polícia fecha casa de prostituição em Manaus após denúncia de aglomeração

Publicado

em

A Polícia Militar do Amazonas prendeu três mulheres, na noite desta quarta-feira (24/03), em uma casa de prostituição no bairro Dom Pedro, zona centro-oeste de Manaus, por descumprimento de medida sanitária. A abordagem ocorreu após denúncia anônima informando sobre as aglomerações no local em virtude de programas sexuais.

As prisões fazem parte da ação “Pronta Resposta”, criada pelo secretário de Segurança Pública, coronel Louismar Bonates, com o objetivo de apurar denúncias anônimas da população ao sistema de segurança. A denúncia foi feita por meio do site da Secretaria, no www.ssp.am.gov.br.

Policiais militares do Comando de Policiamento Especializado (CPE) realizaram a abordagem por volta das 21h30. A casa fica na rua Mem de Sá. No local, foram apreendidos cadernos com registro de programas sexuais com clientes, máquinas de cartão de crédito e a quantia de R$ 900 em espécie.

É a segunda vez que a casa de prostituição é alvo da polícia, neste ano. A primeira ocorrência, também motivada por denúncia de moradores, aconteceu no dia 9 de fevereiro. Na ocasião, os policiais localizaram porções de drogas, além de prenderem oito mulheres.

O caso foi registrado no 19º Distrito Integrado de Polícia, no bairro Santo Agostinho. Desrespeitar medidas de prevenção à Covid-19 é crime, e se enquadra em artigo do Código Penal que prevê punição de prisão e multa para quem age colaborando para disseminar doença contagiosa.

Denúncias – Com a ação “Pronta Resposta”, o secretário de Segurança Pública, coronel Louismar Bonates, amplia a verificação de denúncias feitas pela população pelo telefone 181 ou no site da SSP, no www.ssp.am.gov.br.

O disque-denúncia 181 funciona 24 horas por dia, inclusive aos finais de semana, em todo o estado. As ligações são gratuitas e sigilosas.

Outra forma de repassar informações é através do site da SSP, no www.ssp.am.gov.br. No serviço de mensagem, o cidadão deve relatar o nome da rua, bairro e número do local onde ocorre o crime. Se possível, fornecendo nome ou apelido de pessoas suspeitas de atividades criminosas. O cidadão também pode adicionar fotografias e vídeos na denúncia, que também é sigilosa.

Para acionamentos emergenciais da polícia, a população deve ligar para o telefone 190.

Mais Lidas