Connect with us
               

Manaus, AM,

Sem categoria

Quadrilha que matou vigilante de empresa do Distrito é presa em Manaus

Publicado

em

Manaus – Integrantes de uma quadrilha envolvida no latrocínio do vigilante Charles Frank Silva, 46, de uma empresa do Distrito Industrial, zona Sul, foram presos na madrugada desta sexta-feira, 20/04, logo após cometerem o crime.

O carregador de cargas Eliton Pandura Ramos, 34; Mateus Trindade Sales, 21; Raimundo Freires da Silva Souza, 33, chamado de “Curica”; Rainel Farias Nunes, 39, e Tassio Farias da Silva, 23, foram presos em flagrante, e um adolescente de 17 anos, foi apreendido. 

Conforme o delegado Adriano Felix, os infratores planejavam roubar uma carga de aparelhos eletrônicos, avaliada em R$ 400 mil. Para realizar a ação, eles utilizaram um veículo da montadora Fiat, modelo Strada, de placas JWW-6535; um carro da montadora Volkswagen, modelo Gol, de cor branca e placas PHB-3242, além de um caminhão baú, que havia sido roubado no dia 17 de abril deste ano, no bairro Praça 14 de Janeiro, zona sul.

Mateus, Raimundo, Rainel, Tassio e o adolescente foram surpreendidos pelo vigilante da empresa, que reagiu à abordagem. Nesse momento, Rainel efetuou um disparo de arma de fogo que atingiu a cabeça da vítima, que ainda chegou a ser socorrida e levada ao Hospital e Pronto-Socorro Doutor João Lúcio Pereira Machado, na zona leste, onde foi a óbito logo em seguida. O vigilante tinha 46 anos.

Após o homem ser alvejado, os infratores empreenderam fuga do lugar sem levar a carga que pretendiam roubar. Eliton teria repassado informações privilegiadas aos comparsas sobre a estrutura e movimentação da empresa. 

Eliton, Mateus, Raimundo, Rainel e Tassio foram autuados em flagrante por latrocínio, corrupção de menores e associação criminosa. Eles ainda serão indiciados pelo roubo e furto cometidos. Ao término dos procedimentos cabíveis na especializada, eles serão levados para Audiência de Custódia. O adolescente irá responder por ato infracional análogo aos crimes de latrocínio e associação criminosa. Após os trâmites legais, ele será encaminhado à Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai).

Publicidade

Mais Lidas