Connect with us
               

Manaus, AM,

ENTRETENIMENTO

Wanderley Andrade faz show em garimpo ilegal dentro de reserva indígena

Publicado

em

O cantor paraense Wanderley Andrade fez um show para garimpeiros em um garimpo ilegal dentro da Terra Indígena Yanomami, em Roraima. No Instagram, o artista compartilhou vídeos em acampamentos e de uma pista clandestina no meio da floresta amazônica. As imagens foram postadas no domingo (27), mas o show foi no dia 4 de dezembro.

“Se você é careta fique logo ligado, estou no garimpo, na ‘Prainha’. Vou mostrar meu apartamento […] e ali é o rio. Rio que também tem muito ouro”, diz ele, enquanto filma a região, localizada no município de Alto Alegre, às margens do rio Parima, dentro da Terra Yanomami, próximo às comunidades Xaruna e Macabe.

Ao G1, o intérprete de “Traficante do Amor” afirmou que foi contratado pelos próprios garimpeiros. Ele não revelou quanto recebeu de cachê. Questionado sobre ter ido fazer o show em meio a atividade ilegal, Wanderley afirmou não ter “outra alternativa” e ainda questionou: “será que é ilegal o artista ir onde o povo está?”.

“Não tem outra alternativa. Existe uma hipocrisia por parte de todo esse sistema. Nós não temos onde fazer show em parque, em outros locais, está tudo fechado. A gente tem que ter alternativa”, disse. “Quantas vezes me chamarem, eu vou. Eu vivo disso, preciso disso. Eu vou onde o povo está”, reafirmou, ao ser questionado se iria novamente para a região”.

Maior reserva indígena do Brasil, a Terra Yanomami registrou aumento na tensão entre os povos e os garimpeiros em razão de conflitos causados pela atividade ilegal. A reserva fica entre os estados de Roraima e Amazonas, e em boa parte da fronteira com a Venezuela. Mais de 26,7 mil índios – incluindo grupos isolados – habitam a região em cerca de 360 aldeias.

Mais Lidas