Connect with us
               

Manaus, AM,

DESTAQUE

Wilson anuncia medidas que vão injetar R$ 300 milhões na economia do Amazonas

Publicado

em

O governador do Amazonas, Wilson Lima, anunciou, nesta segunda-feira (12/04), medidas que vão injetar R$ 300 milhões na economia do estado, contribuindo para reduzir os impactos da pandemia da Covid-19 na atividade econômica. Uma delas é a antecipação da primeira parcela do 13° salário para os servidores estaduais ativos e em inatividade.

Outra medida é o pagamento, na próxima sexta-feira (16/04), de abono para mais de 25 mil profissionais da saúde em parcela única. A antecipação da primeira parcela do 13° salário para 80 mil servidores ativos e 43 mil servidores que estão na inatividade será efetuada nos dias 20 e 21 de maio. Com isso, será injetado, aproximadamente, R$ 270 milhões para aquecer a economia.

“O Estado consegue fazer isso porque se programou, porque cortou gastos supérfluos, cortou despesas e, no momento de pandemia, está garantindo a antecipação do 13º salário e o pagamento dos servidores em dia. A segunda parcela do 13º salário será paga em dezembro”, disse o governador Wilson Lima.

O governador frisou que as datas dos pagamentos do salário de maio estão mantidas: 28 (sexta-feira) e 31 (segunda-feira).

Beneficiados

A primeira parcela de 50% do 13º salário será paga pelo Estado para, aproximadamente, 80 mil servidores ativos que devem receber, juntos, R$ 190,6 milhões. O número de servidores na inatividade – pensionistas e aposentados – são cerca de 43 mil. Juntos eles irão receber R$ 50 milhões de adiantamento da 1ª parcela do 13° salário.

“Foi ótimo esse anúncio do nosso governador, porque isso vai nos ajudar nesse momento difícil no qual nós estamos passando na pandemia. Isso vai nos ajudar nos nossos lares. Acredito que todos os servidores ficaram felizes porque, com essa antecipação, vai incrementar na parte do comércio também. Isso vai nos ajudar, só temos a agradecer”, disse a servidora pública Selma Moura.

Abono servidores da saúde

Em relação ao abono para os profissionais da saúde, o benefício, segundo o governador Wilson Lima, vai contemplar servidores efetivos, temporários e comissionados. Serão investidos pelo Estado R$ 30 milhões para pagar 25.406 trabalhadores que irão receber o benefício na próxima sexta-feira (16/04) através de uma folha de pagamento extra.

“São 25 mil trabalhadores bonificados como forma de reconhecimento do trabalho dessas pessoas durante a pandemia e também pela contribuição que sempre deram para o avanço no atendimento na área de saúde, principalmente nesse momento em que a gente faz uma reformulação em toda rede de assistência, tanto na capital como no interior”, ressaltou o governador.

O valor para os cargos efetivos equivale a um vencimento básico do trabalhador, instituído na Lei Nº 3.469 do plano de cargos, carreiras e remuneração dos servidores do quadro de pessoal permanente do Sistema Estadual de Saúde. Os trabalhadores com contrato de regime temporário vão receber o equivalente a um vencimento básico inicial, da carreira de um servidor estatutário, da função que lhe é correspondente. Os servidores comissionados vão receber uma bonificação de R$ 1.000,00.

Mais Lidas