Connect with us
               

Manaus, AM,

POLÍTICA

“Grande motoqueiro o Brasil tem; péssimo presidente o Brasil tem”, diz Aziz

Publicado

em

Um dos alvos preferenciais de Jair Bolsonaro, o presidente da CPI da Covid no Senado, Omar Aziz (PSD-AM), afirmou nesta terça-feira, 13, que o Brasil tem um péssimo presidente.

Bolsonaro não tem poupado ataques a Aziz e demais dirigentes da CPI, como o vice-presidente do colegiado Randolfe Rodrigues (Rede-AP), e o relator Renan Calheiros (MDB-AL), a quem já se referiu como “patetas” e “picaretas”.

“Um presidente que é incapaz de ser solidário aos brasileiros, um presidente que abre a boca para assacar contra quem se contraponha a ele, um presidente motoqueiro! O Brasil tem um presidente motoqueiro que, em vez de ir aos Estados, municípios e visitar um hospital, e visitar uma família que perdeu um ente querido, vai assacar contra os adversários”, disse Aziz, referindo-se às ‘motociatas’ que Bolsonaro tem participado em viagens pelo País.

“É uma pessoa que não tem sensibilidade, agressor de mulheres, gosta de gritar com as mulheres, mas adora andar de moto. Grande motoqueiro o Brasil tem; péssimo presidente o Brasil tem”, afirmou Aziz.

O presidente da CPI lamentava a impossibilidade de seguir com o depoimento da diretora da Precisa Medicamentos, Emanuela Medrades, que utilizou-se de um habeas corpus parcialmente concedido para evitar se comprometer a dizer a verdade. Aziz passou a reclamar sobre possível estratégia do governo para blindar depoentes, alguns deles convocados pela Polícia Federal pouco antes de suas oitivas na CPI, de forma a conferir status de investigados e possibilitar a obtenção de habeas corpus no Supremo.

Créditos: Portal Terra

Mais Lidas