Connect with us
               

Manaus, AM,

POLÍTICA

Senador Omar Aziz diz que Arthur é hipócrita e oportunista; ex-prefeito é cobrado por solidariedade à família de engenheiro morto

Publicado

em

Amazonas – O senador Omar Aziz (PSD), afirmou que o ex-prefeito da capital Arthur Neto (PSDB) exerce no Estado do Amazonas uma função que de certa forma, “favorece” o presidente Jair Bolsonaro (Sem partido). O presidente da CPI (Comissão de Inquérito Parlamentar) da Covid-19, chamou Arthur Neto de “oportunista”, citando tal condolência que o tucano prestou ao cantor Roberto Carlos em relação a perda do filho, sendo que outrora “ignorou” as mesmas condolências à mãe do engenheiro Flávio Rodrigues, assassinado em 2019.

“Não vejo as declarações do Arthur contra o Bolsonaro, vejo contra mim e estou combatendo Bolsonaro. Eu vejo ele com muita ânsia em me agredi. Eu acho que ele faz um papel aqui muito mais pró que contra Bolsonaro. Ontem, ele dez um post dizendo sobre a dor de perder um filho e se solidarizando com Roberto Carlos. Eu também me solidarizo. Só que não vi ele fazer este post para a mãe do Flávio. É muito fácil o oportunismo em dizer olha vou fazer isso porque é o Roberto Carlos e todo mundo vai ver minha solidariedade. O Arthur tinha que ter feito isso para mãe do Flávio que dependia do filho para viver, para comer”, disse Omar Aziz.

O senador ainda disse que o ex-prefeito de Manaus não tem condições públicas para lançar acusações sobre ele.
“Essa hipocrisia que ele faz, de achar que pode jogar pedra. É uma vidraça. Ele tem telhado, parede e tudo de vidro. Ele tinha que ter feito isso lá atrás, quando acusou o engenheiro Flávio de ser traficante ao invés de solidarizar com a mãe que dependia do filho, ressaltou o senador.

As declarações do presidente da CPI da Covid se derem após o parlamentar se questionado em relação de uma possível reunião entre partidos e políticos do Estado do Amazonas do ponto de vista progressista, e que são contra o comportamento atual do presidente Jair Bolsonaro frente às instituições democráticas.

Mais Lidas